27
mai
2014
O Melhor de Nossas Vidas♥By Guilherme Coelho


Hoje é um dia de festa para Guilherme Coelho, ele comemora três anos de empresa! Três anos de muito sucesso!! Eu sou suspeita para falar, pois sou fã mesmo! O filme de hoje é uma retrospectiva feita com imagens de diversos casamentos feitos durante esse tempo, alguns deles vocês irão reconhecer pois já assistiram aqui no blog!! Filme lindo, cheio de amor, emoção e alegria!! Parabéns Guilherme! Aperte o play, você vai amar!♥

O melhor de nossas Vidas from Guilherme Coelho on Vimeo.



27
mai
2014
Música para Video de Casamento | Story of My Life


Amo essas versões só com piano e Cello que os talentosos artistas do The Piano Guys fazem das músicas que estão na moda!! A versão de Story of My Life do One Direction ficou simplesmente incrível!! Já imaginei como trilha sonora de um filme lindo de casamento e me emocionei!! Aperte o play e veja que lindo! Se estiver naquela fase mais emotiva pegue sua caixinha de lencinhos!!



18
mai
2014
Video de Casamento| Fernanda♥Kleber


Tão lindo o casamento da Fernanda e do Kleber!! Eles se casaram no Espaço Viela da Praia, em São Sebastião-SP. Ameiiiii o filme by Click4u Films! Tão lindo! Tão delicado!! Amo imagens aéreas!♥ Como sei que vão me perguntar, a música é Lost in the WorldGreen River Ordinance♥ Agora respire fundo e aperte o play!! Muito Amor!♥

Highlights Fe + Kleber from Click4u Films on Vimeo.

 

FORNECEDORES:

Filme: Click4U Films| Fotografia: Studio Cappa| Espaço Viela da Praia – São Sebastião – SP| Assessoria : Ligia Pontes Assessoria de Eventos| Decoração: Mara Perez Arquitetura de Festas| Músico: Rodrigo Farah| Sertanejo: Ruan Ferreira



13
mai
2014
Noivado Diy| Gabi♥Italo


O Noivado da Gabi e do Italo aconteceu em Goiânia-GO, na casa de uma amiga da noiva!! Conheço a Gabi há pelo menos 5 anos, somos amigas virtuais, nos conhecemos por nosso interesse em comum em artesanato e scrapbooking! Ela super caprichosa fez tudo da festa de noivado com ajuda de amigas queridas, e o resultado ficou incrível!! Um pouquinho da história dela e do Italo, vale a pena ler até o final!
Sou dada a relacionamentos a distância e isso vale para qualquer nível de envolvimento. Se eu encontro uma pessoa legal e ela não habita a mesma cidade que eu, o que posso fazer? Tenho amigas, colegas, conhecidas a distância (a dona deste Blog é prova disso, nos conhecemos a alguns aninhos, mas nunca nos encontramos rs) e, quem dera, arrumei um namorado a distância. Engraçado que não nos encontramos na rede, ele é primo de uma amiga-irmã e quando adolescentes, inclusive, estudamos juntos aqui na minha cidade. Ele é do Tocantins, eu de Goiás. Frequentamos por dois anos a mesma escola, mesma classe, mas éramos novos. Na verdade, naquela época, se alguém me dissesse que eu namoraria aquele magrelo eu daria risada. Ele a mesma coisa. “Aquela nerd? Nem pensar!”.
 
Aí que minha amiga-irmã me ligou, numa sexta-feira de julho de 2008, perguntando o que eu faria no sábado de manhã e eu, inocente, respondi: nada. Resposta certa, resposta que mudou tudo. Eu não costumo falar não para ela e o convite era para passar parte das férias na cidade natal dele. Quando ela falou, para falar a verdade até chegar lá, eu nem me dei conta que era pra ficar hospedada na casa daquele menino que eu estudei quando adolescente. Rodamos quase 1.300 km. Engraçado que quando o vi, fiquei super sem graça, os tempos eram outros, quando adolescente eu era muito tímida, agora era relativamente faladeira, estava na faculdade de jornalismo, fui obrigada a ficar descontraída rs!
Ficamos logo no primeiro dia e foi quase por acidente. Minha amiga inventou que eu estava a fim dele, mesmo sem eu ter falado nada, e contou a mesma mentirinha pra mim. Ela sempre fazia isso em festas que íamos. E que bom que ela fez isso! Ficamos juntos até o último dia, grudados. Quando vim embora pensei: e agora? Vou fingir que não é nada, não aconteceu nada. Eu faço isso para fugir de situações embaraçosas. Foi bacana? Foi. Tem continuação? “Ah não!” Ele morava na capital, mas isso não ajudava, mais de 800 km nos separavam. E outra, quem disse que eu queria demonstrar que curti, que queria mais? Não.
Foi inevitável adicionar no msn. Eu juro que fazia força para passar o maior tempo possível off pra não cair na tentação de vê-lo por lá e, quando entrava, contabilizava incríveis duas horas desde a última vez. É uma coisa louca, não tinha noção de hora, de dia, fiquei área. A gente conversava e se ele dizia que ia a uma festa, eu queria ir a uma festa também no mesmo dia e hora, não pra dizer a ele que sai, mas pra eu tentar esquecer. Em vão. Pior que eu sabia que ele sentia exatamente o mesmo. Eu sempre me perguntava: como vou saber se é o cara? Se não é um desses que só aparecem na vida da gente para bagunçar tudo e cair fora? Eu tremia só de pensar, eu sabia que era verdadeiro, eu tinha medo. Aí ele disse que viria me ver, não veio. Pensei: me enganei né! Prometeu a segunda vez, aí finge que não era comigo, como fiz quando vim embora das férias. Pensei: se ele vier bem, se não aparecer, aí vou entrar em tratamento de choque para esquecer de vez. E ele veio. Era totalmente compreensível a primeira falha. Éramos estudantes, não trabalhávamos. O que ele iria dizer a mãe? “Vou ali em outro estado visitar uma garota?”. Ele ficou 15 dias e faltando dois pra ir embora me pediu em namoro, na porta da minha casa. Eu não respondi e ele falou que se eu não quisesse tudo bem. Não era isso, era o que eu mais queria, mas não esperava, não acreditava que era de verdade.
 
Detalhei bem o início de tudo, eu sei, mas acho válido para entender que passamos poucas e boas por anos. Passou 2009, 2010, 2011, 2012, a relação não estava mais suportando a distância, a gente precisava ficar perto. Em 2013 ele mudou para minha cidade e foi bem estranho. Conviver de perto é outra coisa, a gente se via uma vez por mês e olhe lá. Já ficamos algumas vezes sem nos encontrarmos por dois meses, assim como já nos encontramos de 15 em 15 em raras situações. Ele ficou exatamente um ano aqui e quis mudar de emprego, trabalhar como autônomo e, para começar, os contatos profissionais da área de arquitetura, que é a dele, eram da capital do Tocantins, aí ele ficou nesse vai-e-vem por seis meses. Ficava um mês aqui, ia pra lá, ficava 15 dias, voltava para minha cidade só passar o final de semana, ficava um mês lá, aquela bagunça. Até que ele voltou de vez. Nesse meio tempo ficamos noivos, e o pedido foi lá, na beira do lago, no dia que fizemos 5 anos de namoro. Foi simples e lindo. Compramos umas coisas pra comer e beber e fomos para lá, quando deu meia-noite ele colocou a nossa música pra tocar no celular, falou coisas lindas e tirou as alianças do bolso. Nem chorei, acho que entrei em choque de novo, assim como quando ele me pediu em namoro rs! Aí não usamos as alianças de imediato porque a gente precisava falar com meu pai, nem contamos pra ninguém (só contei pra minha mãe e amigas-do-peito, gente que eu sabia que não comentaria por aí, para não correr o risco de chegar aos ouvidos do meu pai antes da hora). Ele precisou tomar coragem para falar com ele e isso demorou dois meses. Aí quando ele pediu a benção, meu pai falou umas palavras, o que nos surpreendeu já que ele é bem calado, e aí sim estávamos liberados para usar a aliança rs! Só que mulher é aquela coisa, ficou faltando algo. Cadê a festa? Eu sou adepta a blogs de todo tipo de artesanato e de festas. Confesso, sempre quis fazer algo bem fofinho para esta ocasião, mas me dei conta que nunca havia comentado nada com ele. Quando falei ele levou um susto, achava que festa era só de casamento. Aí acabei fazendo tudo correndo, com a ajuda de grandes amigas. 
 
Foi aí que as coisas começaram a acontecer, eu não queria que passasse muito tempo desde que começamos a usar a aliança, mas já era final de 2013, as pessoas viajam. Então decidimos por esperar mais uns dias. Foi 12 de janeiro, na casa de uma grande amiga. Ela, junto com as outras “anjas” me ajudaram a preparar todos os itens. É tudo obra nossa. E ficou lindo, modéstia a parte. Não teve um pedido lá na hora, foi tudo muito informal. Quando convidamos as pessoas em um evento no Facebook já dissemos: ficamos noivos, agora vamos comemorar! Então é isso, e que venha o casamento!  

Tudo muito fofo!! Amiga Parabéns pelo noivado! Que Deus os abençoe!! Não vejo a hora de publicar seu casamento!!♥;)



12
mai
2014
Casa Comigo? Rhana♥Flávio


Eu AMO Pedidos de Casamento!! Amo o fato de nós meninas sempre estarmos esperando o pedido, e mesmo assim sempre sermos pegas de surpresa!♥ O Flávio e a Rhana já tinham fechado o espaço onde se casariam quando ele a surpreendeu com esse pedido lindo de casamento!! Ameii!!♥♥

Bom, meu noivo sempre foi super príncipe desde o início do nosso relacionamento. Sempre muitas mensagens, ligações no meio do dia só pra dizer que me ama, presentes sem ter motivo, sempre um agrado no dia Internacional das Mulheres. É de pedir desculpas mesmo se eu estiver errada, só pra evitar uma briga. E depois quando eu to mais tranquila, aí sim ele conversa comigo…como eu disse, um PRÍNCIPE!

Nós estamos juntos a um pouco mais de 5 anos. Em setembro do ano passado fomos padrinhos da minha prima (que namorava a bem menos tempo que a gente rs). No dia seguinte meu pai, virou e perguntou: e vocês? 

Flávio sempre falou em casamento, mas eu sempre falei que era muito nova. Só que depois dessa conversa com meu pai, aceitei e começamos a ver as coisas. Só que sempre falava pra ele: Como a gente está vendo coisas de casamento? Eu ainda nem tenho uma aliança! Ele só ria. 

Até que no dia que completamos 5 anos de namoro, 14 de dezembro no ano passado, finalmente fechamos o local do casamento (o salão que eu queria desde o início, fiquei tão feliz!), e daí começaram as surpresas.

Ganhei um lindo buquê de flores e ele me levou até a Lagoa Rodrigo de Freitas. A Árvore da Lagoa já estava montada, eu sempre quis ver a árvore, mas nunca conseguíamos ir. Quando ele falou que a comemoração começaria lá, já fiquei feliz, mas nem imaginava o que estava por vir.

Esperamos anoitecer e assim que as luzes da árvore acenderam, ele me levou a uma estação de pedalinho. Pegamos um pedalinho fofo de cisne e fomos em direção à árvore.

Quando chegamos bem pertinho, trocamos os presentes (porque estávamos comemorando 5 anos). Só que eu ganharia um presente extra.

Ele colocou uma música de fundo no celular (Marry Me, da banda Train) e me deu um fotolivro com imagens e frases que simbolizavam o que ele sente por mim.

E no meio do fotolivro, entrou o refrão da música e eu comecei a perceber o que aconteceria, e já comecei a ficar com os olhos cheios de lágrimas. Quando cheguei na última folha do fotolivro, tinha o gatinho de botas fazendo aquela carinha fofa, com a frase: Princesa, Marry Me?

Quando olhei pra ele já chorando, ele também tinha lágrimas nos olhos, e segurava a caixinha com um anel que brilhava pra mim.

Foi lindo e especial e com uma pitada de aventura. Quando estávamos voltando pra margem pra continuar a comemoração em um jantar, nosso pedalinho quebrou e tivemos que ser rebocados por uma lancha!rs Mas pra mim, foi tudo perfeito!!! Sou completa e totalmente apaixonada pelo meu príncipe!

E nosso casamento está marcado para dia 13 de Setembro de 2015!

Espero que gostem!